Satisfação no trabalho, o que está a correr mal?

No mundo inteiro apenas 13% das pessoas estão satisfeitas com o seu trabalho de acordo com uma meta análise recente da Gallup.

Este é um assunto muito sério. Para os colaboradores porque sofrem para sobreviver quando, hoje, o trabalho tem que ser uma forma de realização pessoal e de concretização do potencial. Para as empresas porque não conseguem obter o melhor das suas pessoas, perdendo muito dinheiro todos anos.

Esta é uma triste realidade. No entanto, desde que a liderança tenha um interesse genuíno no bem-estar das suas pessoas não é assim tão difícil melhorar este indicador. Apesar de se debater muito o assunto, nos últimos 15 anos praticamente não mudou nada. Não faz sentido nenhum. Necessitamos de uma abordagem mais ousada para melhorar esses números.

Na raiz de tudo está a confiança. É impossível dar a alguém autonomia, flexibilidade ou mesmo responsabilidade, se não confiar nela, certo?

O que necessita de saber para melhorar a satisfação no trabalho

  •    Inteligência Emocional. Pode parecer cliché, mas não é. Como líder o melhor que pode fazer por si e pelas suas pessoas é desenvolver a inteligência emocional. À medida que o fizer, vai demonstrar mais empatia compaixão, gratidão e consequentemente mais apreciação por parte da sua equipa.
  •    Atenção às expectativas. Um estudo de 2017 demonstrou que 60% dos colaboradores têm consciência que os seus empregos estão a impactar negativamente as suas vidas pessoais. Fala-se muito de como aumentar a produtividade, gerir o tempo e fazer mais com menos, mas não se fala tanto de como é importante para a produtividade a médio/longo prazo viver uma vida saudável e equilibrada.

Como líder tem a obrigação de se assegurar que as suas pessoas não se sentem sobrecarregadas, pois é natural que não tenham a coragem de levantar essa questão.

Dê o seu melhor para eliminar esse medo (através de conversas abertas e honestas) e permita que as suas pessoas saibam que não há qualquer problema em levantar o tema.

  •    Reconheça. Reconhecer as suas pessoas é uma forma fácil e barata para aumentar a satisfação no trabalho. Apenas requer que esteja mais consciente e atento ao que está acontecer à sua volta. Isto não acontece da noite para o dia, mas vai acontecendo à medida que realiza diariamente exercícios para desenvolver a atenção. A sua área pré-frontal esquerda vai-se ativar mais, desenvolvendo mais sinapses acabando por aumentar. A este fenómeno dá-se o nome de espessamento cortical.

Uma data collection de 2017 demonstrou que 63% das pessoas sentem que não recebem elogios suficientes. Se estiver atento, vai perceber que há muitas oportunidades para elogiar. Esta é uma enorme oportunidade para os líderes se chegarem à frente a fazerem com que as suas pessoas se orgulhem do seu trabalho. Não tem que o fazer sempre verbalmente, pode utilizar pro exemplo um canal público do Slack.

  •    Foque-se no longo prazo. Pensamento de curto-prazo ou a procura de vitórias rápidas ou mesmo pensos rápidos, não é só mau para o negocio como pode ser incrivelmente frustrante para as suas pessoas. Link

Para o envolvimento aumentar, os colaboradores necessitam de ter acesso à mesma visão que a equipa de liderança sénior tem. E também o porquê de fazerem o que fazem. E quando as pessoas têm um propósito superior para fazerem o que fazem motivam-se e dão o seu melhor.

Pergunte às suas pessoas para pensarem como e onde veem a organização daqui a 10 anos.Assim que começarem a pensar nas respostas, discuta-as como uma equipa e verá que vai ser um grande tónico motivacional para eles.

  •    Comunique muito mais do que pensa que deve. Que fique claro: não existe comunicação a mais. No entanto, a falta de comunicação é fonte de muita frustração no local de trabalho.

Conhecimento é poder, por isso não há qualquer razão para não querer dar o máximo de poder possível às suas pessoas.

Esforce-se por criar uma cultura de comunicação aberta e honesta na sua equipa. A sensação de segurança e de conforto para se dizer o que se quiser a qualquer pessoa da equipa é crítica para o sucesso.  Link

  • Preocupe-se com o bem estar das pessoas. Demonstrar aos colaboradores que se preocupa genuinamente com o seu bem-estar físico e emocional é uma das formas mais efetivas de aumentar a satisfação no trabalho.

O bem estar emocional, apesar de negligenciado com frequência, é fundamental para o sucesso organizacional. Dirija orgulhosamente uma empresa que retira o stress, a ansiedade e o medo das suas pessoas. Seja flexível com o horário da sua equipa, demonstre como confia nas pessoas e recolha feedback frequentemente para perceber de que forma as pode ajudar.

O bem estar-físico das pessoas pode ser muito barato e oferece benefícios poderosos. Oferecer a inscrição e mensalidades em ginásios, ter sempre fruta saudável no escritório ou ajudar  as pessoas a perseguirem objetivos desportivos são ótimas formas de demonstrar aos seus colaboradores que se preocupa com eles.

  •    Ofereça oportunidades de aprendizagem. O crescimento pessoal é inquestionavelmente o mais importante aspecto do envolvimento dos colaboradores.

Quando as pessoas deixam de aprender, estagnam e aborrecem-se e,  eventualmente, procuram outros estímulos noutras organizações. Pode impedir isto implementando programas de aprendizagem contínua. Os colaboradores vão adorá-lo por isso.

A Buffer, por exemplo, anunciou que está a oferecer a todos os colaboradores um budget de aprendizagem demonstrando assim que valoriza o seu crescimento. Pode por exemplo oferecer a cada colaborador 50 euros por mês para investir nos cursos que mais lhes interessarem. Isto demonstra claramente às suas pessoas que se interessa.

Muito importante: garanta também o tempo para essa aprendizagem. Se os seus colaboradores trabalharem mais de 60 horas semanalmente, não espere que ainda participem em cursos.

  • Dê feedback frequentemente. Dar feedback pode ser complicado.

Um estudo de Senger & Folkman demonstrou que os Managers não gostam de dar feedback negativo, mas que os colaboradores o desejam ardentemente. Os Managers em geral apresentam muitas justificações para não darem feedback. No entanto a ciência demonstrou que são apenas mitos e que não correspondem à realidade. Escreverei sobre o tema em breve.

As pessoas querem feedback desesperadamente e não são tão sensíveis como se possa pensar. Até porque não há necessidade de ser rude ao oferecer feedback. Se for direto e honesto os seus colaboradores vão respeitá-lo por isso. Garanta tempo para dar feedback regularmente agendando ‘one on ones’ uma vez por mês com cada membro da sua equipa e criando mais oportunidades para conversas informais.

  • Meça o envolvimento das pessoas frequentemente. Mostrar aos colaboradores que genuinamente se preocupa com os seus níveis de envolvimento no trabalho é uma ótima forma de aumentar a satisfação no trabalho.

Independentemente do tipo de pesquisa que utiliza, surveys ou NPS, a chave é fazê-lo frequentemente. Surveys anuais não fazem sentido nenhum. É coisa do passado. Hoje necessita de uma abordagem muito mais ágil para melhorar a cultura da sua organização.

  • Não se foque em recompensas. Jim Harter, Cientista Chefe da Gallup afirmou o seguinte numa entrevista recente: A Gallup é surpreendentemente indiferente a recompensas extrínsecas, pois observámos que provaram nem ser uma cura para um chefe ineficaz nem uma influência positiva uma grande conquista. Está tudo dito.

No entanto se oferecer flexibilidade de horário às pessoas, vai fazer a diferença. As pessoas adoram sentir que confiam nelas o suficiente para lhes oferecerem esse tipo de responsabilidade. 

  • Fomente os relacionamentos no trabalho. Ninguém pode forçar amizades no trabalho, mas pode criar o ambiente certo para que essas conexões aconteçam.

Por exemplo, vai querer que as pessoas saibam que não há qualquer problema em alguém fazer um intervalo para conversar informalmente com um colega. Amizades no trabalho são muito importantes, e, como líder, é da sua responsabilidade fomentá-las.

  • Forneça planos de carreira claros. Uma forma poderosa de aumentar a satisfação no trabalho é oferecer aos colaboradores algo a que possam aspirar no futuro.

Repare, se ajudar os seus colaboradores a planear a sua carreira no longo prazo, significa que está comprometido com o seu sucesso e que está disposto a investir neles no longo termo.

Sessões de coaching e mentoring são ótimas para o desenvolvimento das pessoas. By the way, hoje um grande líder, tem que ter ótimos skills de Coaching. Quanto mais trabalhar com as suas pessoas para mapear os seus objetivos de carreira, mais satisfeitos eles vão estar no seu dia-a-dia.

  • Dê poder às pessoas. Para alguém se sentir satisfeito, tem que sentir que está no controlo. Os seus colaboradores não são diferentes. Necessitam de sentir que têm a autonomia de que necessitam para realizar um trabalho extraordinário e do qual se possam orgulhar.

Voltamos ao tema da confiança, no entanto é crítico que permita que tomem as suas próprias decisões. Deixe-os decidir em que querem trabalhar e quando. Atue como um Coach: Dê-lhes direção e saia do caminho. Simples.

Marco Meireles, 2018